top of page

Quais os benefícios de inocular as sementes de milho com Azospirillum brasiliense?

"O Azospirillum brasiliense atua em simbiose com as plantas de milho, promovendo a fixação de nitrogênio, secreção de fitormônios, o que gera diversos benefícios para o desenvolvimento e rendimento da cultura"

A inoculação de sementes de milho com bactérias promotoras do crescimento vegetal, como o Azospirillum, não apenas se destaca pela fixação de nitrogênio, mas também por outros benefícios essenciais para o desenvolvimento saudável das plantas. Além da capacidade de fixação biológica de nitrogênio, o Azospirillum tem a habilidade de solubilizar minerais no solo, tornando nutrientes como fósforo e potássio mais disponíveis para as plantas. Isso se traduz em uma melhoria significativa na absorção de nutrientes pelas raízes do milho, promovendo um crescimento mais vigoroso e aumentando a resistência a condições adversas.

 
 

A solubilização de minerais pelo Azospirillum é resultado da produção de ácidos orgânicos pelos metabólitos da bactéria, que agem diretamente na liberação de nutrientes que, de outra forma, poderiam estar indisponíveis para as plantas. Esse processo contribui para a nutrição equilibrada das plantas, impactando positivamente na qualidade dos grãos de milho e na produtividade geral da cultura.


Além disso, a interação entre o Azospirillum e as plantas de milho também envolve a secreção de fitormônios, como o Ácido Indolacético (AIA). O AIA é um fitormônio crucial que desempenha um papel fundamental no estímulo à formação de raízes. Ao promover o crescimento radicular, o AIA aumenta a capacidade de absorção de água e nutrientes pelas plantas, contribuindo para a resistência a estresses ambientais, como seca, e favorecendo um sistema radicular robusto.


Na figura abaixo, à esquerda planta de milho não inoculada, já ao lado direito a planta foi inoculada com a bactéria Azospirillum, observe a diferença no volume de raízes.


O estímulo à formação de raízes não apenas beneficia a planta individual, mas também contribui para a saúde do solo, melhorando sua estrutura e aumentando a eficiência na absorção de água. Essa característica torna a inoculação com Azospirillum particularmente valiosa em regiões sujeitas a condições climáticas desafiadoras, onde a capacidade das plantas de extrair nutrientes do solo é crucial para a sobrevivência e produtividade.



Ao integrar esses benefícios adicionais à inoculação com Azospirillum, os agricultores podem otimizar ainda mais a eficiência do sistema agrícola, reduzindo a necessidade de aditivos químicos e promovendo práticas agrícolas sustentáveis. A combinação da fixação de nitrogênio, solubilização de minerais e secreção de fitormônios destaca a inoculação com Azospirillum como uma estratégia holística para o aumento da produtividade, sustentabilidade ambiental e resiliência das culturas de milho. Essa abordagem inovadora representa um passo significativo em direção a uma agricultura mais sustentável e eficiente.


Braspec Biotecnologia

Pesquisa, desenvolvimento e produção de biológicos

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page